Ministério da Saúde pesquisa política de uso e acesso a medicamentos

Por Janaína de Alcântara  Lemos

O Ministério da Saúde realizará uma Pesquisa Nacional sobre Acesso, Utilização e Promoção do Uso Racional de Medicamentos (PNAUM) que irá avaliar o consumo e quais os medicamentos a população brasileira está utilizando.

A pesquisa envolverá 35 mil residências em 300 municípios de todos os estados, e terá parceria com 11 universidades federais e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). A expectativa do Ministério é produzir dados para melhor planejar e executar a Política Nacional de Assistência Farmacêutica no SUS. O estudo verificará também como as pessoas estão usando e se elas têm acesso ao medicamento nas Unidades Básicas de Saúde.

A avaliação irá expressar um conjunto de variáveis desde o atendimento prestado, ao acompanhamento da terapia medicamentosa dos pacientes. Também serão avaliadas as receitas médicas quanto à qualidade, letra e posologia. De acordo com o Ministério da Saúde os resultados serão divulgados até o final de 2013.

Referências

– RONDON, Rhaiana et al.. Agência Saúde.  Ministério da Saúde. “Pesquisa avaliará uso de medicamentos no Brasil”. Acessado em 10/10/12. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/noticia/7627/162/pesquisa-avaliara-uso-de-medicamentos-no-brasil.html

Anúncios

Artigo sobre reação adversa em parceria com The Cochrane Collaboration é marco na linha de pesquisa do Cemed

O Centro de Estudos do Medicamento (Cemed), subordinado ao Departamento de Farmácia Social da Faculdade de Farmácia da UFMG, foi criado em 1991 com o objetivo de reparar a insuficiência de estudos epidemiológicos sobre o consumo de medicamentos, e para orientar a conduta terapêutica visando à redução dos riscos de iatrogenias. Ele vem instrumentalizando e servindo de suporte para trabalhos de investigações epidemiológicas, de farmacologia clínica e de formação de recursos humanos, além de fornecer informações adequadas e sistematizadas sobre a utilização de medicamentos e seus riscos, dirigidas aos profissionais de saúde e população em geral.

Uma das linhas de pesquisa do Cemed na área de Farmacoepidemiologia e Farmacovigilância é voltada para o estudo das reações adversas hematológicas e dos medicamentos antirretrovirais. Na área das discrasias sanguíneas como reações adversas aos medicamentos, e em uma parceria com o Depto de Análises Clínicas e Toxicológicas da Faculdade, a doutoranda Daniela Rezende Garcia Junqueira realizou pesquisa inédita associada à The Cochrane Collaboration, organização internacional que prepara, mantém e promove o acesso a revisões sistemáticas, num empreendimento com potencial de alto impacto na medicina moderna. A The Cochrane Collaboration possui mais de 5.000 revisões sistemáticas publicadas na The Cochrane Library, periódico de relevante fator de impacto na área da saúde. A maioria é focada no estudo de intervenções na área da saúde, porém mais recentemente esforços têm sido implementados para o estudo de testes diagnósticos e das reações adversas a medicamentos.

O estudo das reações adversas por meio de revisões sistemáticas é área ainda em desenvolvimento e necessita de robusto aparato metodológico. Para tanto, a The Cochrane Collaboration fundou recentemente um grupo metodológico dedicado a promover a inclusão de dados sobre efeitos adversos nas revisões da organização e desenvolver diretrizes para aspectos específicos da avaliação de efeitos adversos em revisões sistemáticas.

A publicação intitulada “Unfractionated heparin versus low molecular weight heparin for avoiding heparin-induced thrombocytopenia in postoperative patients”, parte do doutorado da estudante Daniela Rezende Garcia Junqueira, é inédita na colaboração. Ela tem como principal objetivo avaliar o risco de ocorrência de uma reação adversa a medicamentos, a trombocitopenia induzida por heparina, e não a eficácia de uma intervenção em saúde, como usualmente ocorre. Por essa razão, o artigo publicado em setembro deste ano é um marco na linha de publicação da The Cochrane Library. A defesa de tese ocorrerá no próximo dia 25 de outubro pelo Programa de Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais.